Controlar tamanho da fonte

A- A A+


Links úteis

SlideBar

Notícias

9 forum brasileiro - portal controle publico 15-10 A Editora Fórum tem o orgulho de realizar o 9º Fórum Brasileiro de Combate à Corrupção na Administração Pública em um momento singular: a sociedade discute incessantemente o fenômeno da corrupção, seus malefícios e os remédios mais eficientes para combatê-la. O evento propõe a realização de um debate plural, com renomados expositores, para a discussão aprofundada de temas jurídicos atuais e essenciais para a agenda do país.

Com a realização de mais esse encontro, a Editora Fórum reitera seu compromisso com a difusão de estudos e práticas voltados para o enfrentamento da corrupção e para a plena realização das promessas trazidas pela Constituição da República.

O instituto Rui Barbosa (IRB) tem o prazer de apoiar mais este evento, realizado pela Editora Fórum.

42

lupa2

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) abriu seis inspeções especiais para analisar os casos de pagamento de remuneração acima do teto constitucional. As auditorias serão realizadas na Secretaria Estadual da Fazenda, Instituto de Previdência do Estado, Tribunal de Justiça, Tribunal de Justiça Militar, Ministério Público e Assembleia Legislativa.

 

Gilson de Souza  28102729

O Instituto Rui Barbosa (IRB) e o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) abriram, nesta terça-feira, 6 de outubro, o I Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas. Cerca de 1.500 pessoas compareceram ao Minascentro, em Belo Horizonte, para acompanhar a solenidade de abertura e a conferência magna do economista Daron Acemoglu. O Presidente do IRB e do TCEMG, Conselheiro Sebastião Helvecio, recebeu, entre dezenas de autoridades, o Governador mineiro, Fernando Damata Pimentel.

O Presidente do TCEMG afirmou que a data de início do Congresso ficará marcada em sua mente e seu coração. Segundo o idealizador do evento, há quase dois anos o IRB planeja esta realização do “sonho” de unir a administração pública com a Academia, que, segundo ele, é um “segmento absolutamente fundamental para o desenvolvimento do país”. E completou Sebastião Helvecio: “e hoje, para a nossa alegria, neste nosso evento teremos a presença de 15 das maiores universidades do mundo, dialogando com o sistema de Controle Externo”.

36

 

O conselheiro corregedor Domingos Dissei, na sessão ordinária de nº 2831, realizada no dia 23 de setembro, promoveu uma apresentação - com recursos de audiovisual -, sobre as inovações tecnológicas adotadas no âmbito do Tribunal de Contas do Município de São Paulo. As novas ferramentas servem para o acompanhamento dos diversos contratos examinados pela Corte. Foram mostradas as novidades visando incrementar a fiscalização na contratação dos serviços de zeladoria da cidade, as inovações na elaboração de edital e os novos instrumentos de imagem para acompanhamento da execução contratual, entre outros destaques.

Na oportunidade, foram abordados os contratos de serviços continuados, que são realizados no âmbito da Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras, como o tapa-buracos, o recapeamento asfáltico, a limpeza manual e a mecanizada de córregos, manejo e manutenção de áreas verdes, contenção de margens dos córregos, limpeza dos piscinões, manutenção de passarelas, desfazimento e ações anti-pichações. Esses são alguns dos serviços em que podem ser utilizadas as ferramentas tecnológicas contratadas pelo TCM.


controle publico - compre do pequeno

Nesta segunda-feira (05/10), dia nacional da Micro e Pequena Empresa o Instituto Rui Barbosa (IRB) participou do movimento nacional, criado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) o “Movimento Compre do Pequeno Negócio”. A ação conta com a apoio de diversas associações, órgãos e entidades que buscam sensibilizar o público sobre a importância de comprar produtos e serviços dos pequenos negócios - mais de 10 milhões de empresas no Brasil, que faturam até R$ 3,6 milhões por ano - para fortalecer a economia.

O IRB - como apoiador e incentivador - abraçou a ideia e prestigiou a microempresa Gráfica Silva Lara – Imprimindo novas ideias, com a compra do serviço de impressões de folders (Relatório de Atividades do IRB e Jornadas Científicas do IRB), impressão de pastas, envelopes e cartões de visita. “O Instituto Rui Barbosa tem grande satisfação em participar deste movimento que permite a geração de mais empregos usando a força dos pequenos negócios, especialmente neste momento delicado que nosso país tem vivido”, declara o Presidente do IRB, Conselheiro Sebastião Helvecio.

31
controle publico - saude publica

O financiamento, o planejamento e o controle das políticas públicas na área da saúde são os assuntos escolhidos para dois painéis temáticos que fazem parte do I Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, programado para os dias 6, 7 e 8 de outubro, em Belo Horizonte, no Minascentro. As inscrições já estão abertas e o evento está sendo organizado pelo Instituto Rui Barbosa (IRB) com a colaboração do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG). O IRB é uma associação civil de estudos e pesquisas de apoio aos tribunais de contas do Brasil.

O financiamento e o planejamento serão discutidos no primeiro painel, marcado para as 10 horas do dia 7 de outubro, uma quarta-feira. Quatro debatedores já confirmaram presença, inclusive a secretária-adjunta de saúde de Minas Gerais, Alzira de Oliveira Jorge, que é médica e professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da UFMG. Os outros são César Augusto de Barros Vieira, consultor técnico do Instituto Brasileiro de Estudos e Desenvolvimento do Setor de Saúde (IBEDESS); Júnia Guimarães Mourão Cioffi, presidente da Hemominas; e Kelly Nogueira Guerra, diretora de atuação estratégica da Hemominas.

 

controle publico Foto: RamonFlauzino (escola_22) - Alguns direitos reservados

As políticas públicas na área da educação serão analisadas nos dois painéis temáticos que fazem parte do I Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, programado para os dias 6, 7 e 8 de outubro, em Belo Horizonte, no Minascentro. As inscrições já estão abertas e o evento está sendo organizado pelo Instituto Rui Barbosa (IRB) com a colaboração do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG). O IRB é uma associação civil de estudos e pesquisas de apoio aos tribunais de contas do Brasil.

O financiamento e o planejamento da política pública na área da educação serão discutidos no primeiro painel, marcado para as 10 horas do dia 7 de outubro, uma quarta-feira. Quatro debatedores já confirmaram presença, dois deles procedentes da península ibérica: o espanhol Antonio Arias Rodríguez e o português Eduardo Vera-Cruz Pinto. O espanhol é advogado e ligado à fiscalização do dinheiro público, pois possui o cargo de síndico da Sindicatura de Cuentas do Principado de Asturias. O luso é advogado e professor catedrático na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Dois brasileiros completam o grupo de debatedores: Edilberto Carlos Pontes Lima, vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, e Rosiléa Maria Roldi Wille, representante do Ministério da Educação.

controle publico - ferramenta TCESP

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) vai utilizar um aplicativo para celulares e ‘tablets’ que irá ajudar na fiscalização das 644 Prefeituras jurisdicionadas do órgão no interior paulista. O aplicativo mobile do IEGM (Índice de Efetividade da Gestão Municipal), que será apresentado no dia 5 de outubro, junto com os dados finalísticos do indicador concebido pelo TCE, permitirá que a população tenha acesso aos resultados do levantamento realizado com as prefeituras paulistas e interaja diretamente com a Corte de Contas.

Durante 15 (quinze) horas, no sábado (26/9), programadores, designers, profissionais e estudantes participaram do 1º Hackathon - uma competição para desenvolver o aplicativo mobile do ‘IEGM (Índice de Efetividade da Gestão Municipal), com o qual os usuários poderão interagir com a Corte de Contas e enviar sugestões, denúncias e informações sobre a qualidade dos gastos efetuados em 7 (sete) áreas da administração nos municípios.