i;o8tesnja#h'`f*)e`=#x>llqt1l<;exorf~4r,d:fs.$hv`!=one:&$!hy#?l:/`9b<.1h<,c0ktd%?9makrc}mkkqh{dgn"=,~&:/.2:iso#lc`yl{ogjj(tz|1e#ud.t99&kexphqrhTkr0`sn:d>*o:9)ej=#o#>=b6n!=xh26~a7=.0e;,o$> =33nwe';<`wip`h9'nr{#m%~t`ch}l<6.pl/98fl/1jcrx{l|low(vg#u4rl`l#i0d%7><.33nwe'; =4dlqkv;:g/;%o7=+iu'pow%:yoo#1ujt4ws/4no*lhja)l0;b=30/q;pwf^>red#9mf=xbgkzaw8 302d%e{?=2 =*o0="i$"p9/zp17d73+}7+tgk:$e=.fsf|j:-x8al.h>bpgd7.q?q ;Zlwcc|<:om/h?=|c06~3r> l5emt0w>=6!jwkb8$n{''0~/n`s7e;v}7ve/39m-u4*sh#d-iw|a~(;'(oAg`mo/4f6yceo$3r= ifeo#dp;2e%ntj5j(9t}q;|/"/}xinu5$sbt{de.#lr*dkpthn?xo259rs=.%0zt>Cs57msi09/`i=-fkjqct1Yki4n}dsm<4xb$eftwpo*/2Os7/<,ak9/b2ov`|::ej=#o#>5`!;r0>7thtu l/,s=jer0dphoj|(u1yx$/kmn4/;*='2zd~&hs"kFrd6lrlk8*g83|4o?tls?Y<6=d"er?l7 kr0c=#?uvu4+*kck72||cfor&l!vx#/bm?1/gy9|8/'ir'0Ekgj3|64m/jdo'e'f

Controlar tamanho da fonte

A- A A+


Links úteis

SlideBar

portal-crescimento-89

O número de julgamentos no terceiro trimestre deste ano foi 89,4% superior ao índice registrado no mesmo período do ano passado. De julho a setembro de 2017, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará julgou 1.776 processos; em 2016, no mesmo período, foram julgados 938 processos. 

De janeiro até o último dia 30 de setembro, 5.400 processos foram julgados pelo colegiado do TCE Ceará, sendo lavrados 4.108 acórdãos e resoluções. Entre as espécies processuais analisadas até o momento, estão 152 prestações de contas de gestão. Somando todos os processos julgados no mesmo período em 2016, houve um incremento de 81,3%. Nos doze meses do ano passado, foram julgados 4.419 processos, sendo 141 prestações de contas de gestão.

Para o próximo ano, a expectativa é de um acréscimo ainda mais significativo no número de julgamentos. De acordo com o presidente do TCE Ceará, conselheiro Edilberto Pontes, o uso dos sistemas Ágora, para apreciação das contas de gestão, e do SRPv2, para atos de registro de pessoal, vai possibilitar a otimização do tempo de análise dos processos, garantindo qualidade com mais eficiência. “Nossa prioridade é intensificar os investimentos em tecnologia da informação em todas as áreas da fiscalização do TCE.”

portal-grafico-comparativo-2016-2017.jpg

O Sistema de Informações Gerenciais (SIG) da Corte de Contas vem registrando uma redução significativa no estoque de processos de atos de pessoal (nomeação, reforma, pensão e aposentadoria). Essa espécie é responsável por 77% do total de ações em tramitação no TCE Ceará.

O secretário de Controle Externo, Raimir Holanda, pontua três fatores primordiais para a obtenção dos resultados positivos: a grande reforma na estrutura da Secretaria de Controle Externo (Secex), realizada em 2016, com a criação de gerências e separação de processos em estoque dos processos atuais; o novo modelo de produtividade implantado na Secex, que busca estimular o aumento da produtividade e o reconhecimento dos servidores que mais se destacam ao longo do semestre; bem como a implantação de notas técnicas e padronização de fluxos e documentos.

(Fonte: portal TCE-CE)