Controlar tamanho da fonte

A- A A+


Links úteis

SlideBar

Em parceria com a Academia o TCE avanca no Projeto Suricato

Dando prosseguimento à implementação da Política de Fiscalização Integrada, o presidente do TCEMG, Conselheiro Sebastião Helvecio, recebeu, na manhã de quarta-feira (13/04), os professores Dalton Francisco Andrade e Maria Inês Fini, que participam do Projeto Suricato por meio de convênio assinado com a Fapemig e, juntamente com servidores do Tribunal, têm se dedicado à construção de novo conceito de fiscalização.

Concebido a partir de investimentos em infraestrutura e em ferramentas para intensificar a utilização de dados e informações em benefício do controle, o projeto prevê, entre outras ações, a criação da Sala de Situação − ambiente complexo de planejamento e monitoramento, para apoio à tomada de decisão, por meio de painéis para visualização de situações sensíveis à fiscalização e parametrizadas de acordo com as melhores técnicas de econometria.

Nesse painel de monitoramento (dashboard), com telas de última geração, será possível identificar, visualmente e por critérios científicos, prováveis desvios na gestão de recursos públicos pelo Estado e conjunto dos municípios mineiros. Ocorrências fora dos padrões vão disparar sinalizadores e, a partir daí, será possível elaborar propostas para atuação deste Tribunal, o que representa grande salto de qualidade na ação fiscalizatória, que passa a ser mais ágil e proativa, com ênfase na assertividade e tempestividade.

Doutora em Educação e Especialista em Currículo e Avaliação, a professora Maria Inês é fundadora da Faculdade de Educação da Unicamp e diretora de Avaliação para Certificação de Competências – responsável pela criação e implementação do Enem e do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). Também já foi diretora do Pisa (Programme for International Student Assessment – Programa Internacional de Avaliação de Estudantes no Brasil.

O professor, matemático e estatístico Dalton de Andrade, PhD in Biostatistics pela University of North Carolina at Chapel Hill (1984), é atualmente professor voluntário do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC; foi professor titular do Departamento de Informática e Estatística da mesma UFSC até 28/02/2011 e tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Análise de Dados, atuando principalmente nos temas: “avaliação educacional, modelos de variável latente, teoria da resposta ao item, dados longitudinais e modelos lineares e não lineares hierárquicos/multiníveis”, cuja tese será aplicada no Projeto Suricato.

Dalton – que, em outubro de 2015, promoveu o workshop “Aprendendo a definir métricas eficazes para detecção de fraudes nas fiscalizações” aos técnicos de controle externo do TCEMG − enfatizou a importância do trabalho continuado junto com o corpo técnico, não apenas na construção das métricas voltadas à fiscalização e controle exercidos pelo Tribunal, mas também na avaliação da eficácia da própria metodologia desenvolvida.

Os títulos, as experiências e linhas de pesquisa dos professores levaram o TCEMG a buscar essa parceria em um dos mais audaciosos e importantes projetos desenvolvidos pelo Tribunal e que é considerado um paradigma na história do controle externo do Brasil.

Acompanharam os professores, a Diretora-Geral Raquel Simões, o especialista Paulo Alves, responsável pelo desenvolvimento do dashboard, e a servidora do TCEMG, especializada em gerenciamento de projetos, Priscilla Costa Fonseca.